As manas Kardashian estão de volta e eu… feliz que nem uma criança no Natal!

Há quem não entenda este meu vício, este meu quase fascínio (para não dizer total) pela vida desta família mas o que temos de ter em consideração é que eu sigo esta novela desde a primeira temporada que estreou em 2007.

Já é uma daquelas relações de longa data em que há preguiça para terminar tudo e então vou-me deixando ficar porque as moças até me tratam bem de vez em quando, fazem-me rir e são excelentes para desligar o cérebro.

Para termos uma ideia melhor de quão longo já vai este namoro vamos pôr as coisas assim: Quando tudo começou a Kylie Jenner tinha 10 anos.

Hoje tem 21, foi capa da Forbes e prepara-se para ultrapassar o Sr. Facebook Mark Zuckerberg como a “self made billionaire” mais nova de sempre. Só naquela.

Nem acredito que sigo isto há tantos anos…

Quando comecei a ver “Keeping Up With The Kardashians” a Kylie era uma pulguita saltitona que fazia trabalhos de casa na cozinha e todos se metiam com a Kendall quando ela afirmava já com 12 anos que queria ser modelo.

Agora uma é bilionária e a outra viaja o mundo a desfilar nas passsereles dos maiores nomes da moda internacional.

Começa agora a 15ª temporada da saga Kardashian e eu, em pulgas estou.

Ok, todos sabemos que aquilo é muito manipulado, que todas elas são produtoras executivas do programa e por isso nada vai para o ar sem o seu ok, que as situações são aproveitadas e “esticadas” consoante os timings que precisam para a série, etc.

Mas não deixa de ser um vício e absolutamente fascinante ver esta “espécie K” no seu habitat natural, entre Lamborghinis e malas Chanel com o ocasional “téni” brega e a disparar 10 palavrões por minuto que nem barraqueiras.

Ai, salta-lhes tanto o pézinho para o chinelo, credo. (A-DO-RO!)

Um sonho, if you ask me.

Esta temporada 15 parece ser de perfeita guerrilha e pelas imagens dos trailers o alvo é Kourtney, a chatinha que só come biológico e orgânico.

Hey, nada contra, mas há mesmo necessidade desta alminha abrir todos os frigoríficos por onde passa, pegar em cada item e perguntar: “Is this organic?” com a sua voz anasalada? *eye roll*

Ahahah vale-nos a Khloe que lhe responde à altura e enche os sobrinhos de bolachas cheias de açúcar que os deixa aos saltos e com o demo no corpo por só estarem habituados a comer bolachas que sabem a cartolina.

Ah, que felicidade.

Nesta temporada vamos ter, como de costume, o “behind the scenes” de todas as histórias que alimentaram as notícias e os tablóides no que diz respeito à família Kardashian. E “bitchhheezzz”, foram uns meses bem recheadinhos! OKURR!

Desta vez não há cá espaço para encher chouriços, ou não se lembram do quão preenchido foi ano para as manas “K”?

Ai, tenho de vos resumir tudo, raça dos miúdos!

A saber:

Nasceu a Chicago, a “mai nova” da Kim e do Kanye. Ai migas, Kim mãe de três vai ser o caos!

Para além disso Kim vai à Casa Branca ter um meeting com Trump para tentar libertar uma senhora presa por tráfico de droga.

Já sabemos que conseguiu o que queria e que a senhora foi libertada mas será engraçado ver a logística de tentar fazer chegar este pedido ao Presidente dos Estados Unidos.

Ainda para mais quando ele é também (em parte) um produto de um reality show. Ah, “The Apprentice”, saudades.

Parece que Kanye vai dar um ar de sua graça nesta temporada. As gravações desta season coincidiram com as gravações de alguns álbuns produzidos pelo rapper, por isso pode ser que se veja um pouco mais de Mr. West porque quem é que não gosta de uma promoçãozita num reality de sucesso?

Kylie engravida-se-me de Travis Scott, mantém a gravidez em segredo e só revela o neném aquando do nascimento tipo: “Tcharan, fui mãe e a cria chama-se Stormi que é só o nome da acompanhante de luxo que está metida em escandaleiras com o Trump! Troquei-lhe o “y” por um “i” e toma lá que é um nome novo em folha e só por acaso a miúda é a carinha chamada do meu guarda-costas.”

Beijo no ombro das inimigas.

Khloe do meu coração dá à luz de urgência antes de tempo devido ao choque depois de notícias nos tablóides que dão conta que o pai da criança, Tristan Thompson anda há meses a laurear a pevide com outras “chicas”.

Toca de baptizar a criança de True em honra do avô, mas claro que isto deu piada em todo o lado porque Tristan foi tudo menos “verdadeiro” nesta história toda.

Já baby True, é fofíssima por demais!

Portanto minhas lindezas, com tanta coisa que se passou nos entretantos, prevê-se uma temporada recheadinha de boas histórias, muita discussão entre as irmãs (parece que aquilo anda a ferver no Twitter entre Kim, Khloe e Kourtney), e eu… mortinha por abancar no sofá e pôr a minha novela em dia.

Confesso, poucas pessoas me arrancam gargalhadas tão fortes como Khloe Kardashian. E isso é que é “True”. Hihihi

Não sei qual é a vossa “personagem” favorita, mas quem me tira a Koko, tira-me tudo.

E quando ela faz parelha com o Scott e viram a boneca e só fazem “pranks” às outras que são todas cheias de “não me toques”? Clássico.

Já agora, só para avisar que no segundo episódio o alvo deles é a pobre da Kris! The Lord and the Lady, os maiores.

Se gosto de reality shows? Vocês sabem que sim.

Se amo por demais seguir de perto esta família ultra brega e ao mesmo tempo mega cool? Guity.

Por cá estreou ontem no E! Entertainment e óbvio que não desiludiu.

E não me venham com conversas… é o guilty pleasure de todos nós.

Peace out, Kidz.

MBM