“The Good Doctor” com Freddy Highmore é o “House MD” da nova geração.

Depois de emitir apenas dois episódios de “The Good Doctor”, a ABC soube que tinha sucesso nas mãos.

Quando foi emitida, conquistou o público de tal forma que a estação de televisão encomendou uma temporada inteira. A mim parece-me que teremos muitas temporadas pela frente.

Encabeçada por Freddie Highmore a série conta a história de um jovem cirurgião autista (Shaun Murphy) e o seu percurso num prestigiado hospital onde tem de enfrentar todos os que questionam a sua capacidade médica.

É baseada numa série coreana e desenvolvida por David Shore, o criador de “House MD”, e faz-nos lembrar essa mesma série no grafismo utilizado e na realidade em que se passa.

É como um “House 2.0” mas uma versão mais jovem mas também com um médico com as suas peculiaridades no centro da trama.

Diria que vale a pena espreitar, é boa para um Domingo à tarde.

Bem produzida e conduzida, “The Good Doctor” dá-nos também o “bombom” de podemos continuar a acompanhar “ao vivo” e a cores, o crescimento do menino que nos conquistou em “Finding Neverland”.

Ah, não se lembravam?! Yep, Freddie é aquele miúdo adorável que contracenava com Johnny Depp e que depois nos trouxe “Charlie and the Chocolate Factory” e mais tarde “Bates Motel”.

Super cute, hein?

O “miúdo” cresceu e o seu talento também.

Está rodeado por um bom elenco, a história é boa e a premissa também. Não vicia, mas vale a pena espreitar.

E se a vossa cena são séries passadas em hospitais e textos com muito palavreado médico, então “The Good Doctor” é para vocês, seus hipocondríacos.

Deem uma checkada, acho que vão gostar!

Por cá, passa no canal AXN, boa aposta malta.

Fica o trailer:

Peace out, kidz.

MBM